Files

Abstract

O Programa do Milho Híbrido criado pelo governo do Estado do Ceará é executado pela Secretaria de Desenvolvimento Rural desde o ano de 1999 até o presente momento, tem revelado um crescimento médio de 60% ao ano em sementes distribuídas. O objetivo geral deste estudo é analisar o programa de milho híbrido junto aos agricultores familiares considerando-se o nível tecnológico, a geração de emprego e renda no Estado do Ceará. A pesquisa foi realizada nos municípios com maiores produções de milho híbrido na região do Estado do Ceará (Iguatú, Milagres e Capistrano). Os dados utilizados foram obtidos junto aos produtores de milho, através de entrevistas diretas. Foram calculados os índices tecnológicos de cada tecnologia utilizada pelos produtores de milho híbrido e variedade. Para comparar os níveis tecnológicos adotados pelos produtores de milho foram definidos três padrões tecnológicos: padrão I: se 0,80 < índice tecnológico < 1,00; padrão II; se 0,50 < índice tecnológico < 0,80 e padrão III; se 0,0 < índice tecnológico < 0,50. Os resultados da pesquisa permitem concluir que a maioria dos produtores de milho híbrido e variedade da amostra total são analfabetos ou possuem ensino fundamental incompleto, e está associado às cooperativas ou sindicatos ou associações. Considerando a tecnologia de preparo de solo, a maioria dos produtores de milho híbrido está no padrão III de tecnologia. No caso de tecnologia de semente, a grande maioria dos produtores de milho híbrido e milho variedade está nos padrões I e III da tecnologia, respectivamente. A renda média, por hectare, com milho híbrido em todos os municípios é superior a do milho variedade, o que reflete as maiores produtividades deste tipo de milho. O incremento na renda, em razão da substituição da área do milho variedade por milho híbrido é elevado.

Details

Downloads Statistics

from
to
Download Full History