Files

Abstract

No atual cenário global de busca por alternativas mais limpas e mais eficientes de energia, o etanol brasileiro pode desempenhar papel de grande importância não só internamente, mas também em nível internacional, na medida em que se apresenta como um biocombustível de alto balanço energético, além dos sistemáticos ganhos de produtividade nas últimas décadas, principalmente no estado de São Paulo. Por este trabalho, obtêm-se indicadores multicriteriais de eficiência empregando modelagem de análise envoltória de dados (DEA) para uma amostra de 38 usinas no estado de São Paulo, com boa representatividade no universo de usinas no referido estado. Dados dos balanços patrimoniais de 2006 como ativos permanentes, imobilizados e despesas figuram como variáveis de entrada, enquanto níveis de produção de cana moída, receita bruta e lucro operacional são empregados como variáveis de saída na modelagem DEA. Uma posterior análise de clusters identificou três grupos diferentes de usinas em relação à eficiência econômica. Mediante os testes de Kruskal-Wallis mostraram-se ser estatisticamente significativas as diferenças entre os níveis de eficiência econômica e os três clusters, devido principalmente à diferenças nos níveis de investimentos e alocação de ativos e não nas variáveis de resultado como produção de cana, receita bruta ou lucro operacional. Os resultados da pesquisa podem representar utilidade e implicações práticas para gerentes no setor sucroalcooleiro no sentido de fornecer parâmetros para comparações de desempenhos operacional e econômico entre usinas. Limitações e pesquisas futuras apresentam-se também.

Details

Downloads Statistics

from
to
Download Full History