Files

Abstract

Aborda-se, neste artigo, o processo de difusão de padrões técnicos visando entender de que modo o PRONAF-Crédito (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) impactou na institucionalização de novos padrões tecnológicos em propriedades rurais familiares do Polo Regional de Maringá-PR, no período de 1997 a 2006. Trata-se de verificar o pressuposto institucionalista que se proclama em favor da coerção para obter institucionalização. Baseando-se em um delineamento de pesquisa transversal com perspectiva longitudinal de análise, os participantes da pesquisa foram separados em dois grupos principais representando períodos e tipos de relação diferentes com o programa. Recorreu-se a entrevistas semiestruturadas como instrumento de coleta de dados, dados que foram tratados por meio de análise qualitativa de conteúdo, utilizando principalmente, categorias de frequência e de intensidade. Tais procedimentos permitiram comparar os esquemas interpretativos dos produtores. Os resultados mostraram proximidade entre os grupos, indicando que houve internalização ao invés da adoção apenas formal de padrões. Os resultados também sugerem que aspectos relacionais e culturais do contexto de referência devem ser considerados quando do intento de se produzirem resultados duráveis através de difusão coercitiva.

Details

Downloads Statistics

from
to
Download Full History