Files

Abstract

Neste trabalho analisou-se o comportamento de preços agrícolas e industriais em resposta a choques monetários e cambiais não-antecipados na economia brasileira, no período de janeiro de 1990 a dezembro de 2000. Considerou-se um ambiente econômico em que há perfeita mobilidade de capital entre a economia doméstica e o resto do mundo, existe arbitragem internacional no mercado de commodities agrícolas e os bens industriais domésticos são substitutos imperfeitos dos seus equivalentes importados. Desenvolveu-se um modelo teórico na mesma linha dos chamados modelos de overshooting. Os resultados empíricos encontrados corroboram a hipótese de que os preços agrícolas respondem mais intensamente, no curto prazo, aos choques monetários e cambiais não-antecipados, quando comparados com os preços de bens industriais.

Details

Downloads Statistics

from
to
Download Full History