Files

Abstract

O desenvolvimento e difusão de novas tecnologias de produção, devem levar em conta a adaptabilidade destas, aos objetivos dos agricultores a que se destinam. Estes baseiam a escolha da tecnologia em critérios econômicos (p. ex., lucro) e/ou psicológicos (p. ex., risco). O objetivo deste trabalho é uma investigação acerca do comportamento de um conjunto de práticas agrícolas, com respeito a lucro e risco. Foi utilizada a técnica de dominância estocástica, para a seleção das alternativas com possibilidades de serem escolhidas por agricultores avessos ao risco. De um modo geral, dentro das restrições apresentadas pelos dados empregados, nota-se, que grandes aumentos no preço do milho não contribuem para maior uso de híbridos ao invés de variedades, o que tornaria possível ganhos, em termos de lucro, apenas com o aumento da população de plantas. O uso de maior quantidade de adubo está vinculado à utilização de híbridos e de uma população maior do que a usualmente empregada.

Details

Downloads Statistics

from
to
Download Full History