Files

Action Filename Size Access Description License
Show more files...

Abstract

O presente trabalho apresenta uma reflexão acerca das representações que sustentam os critérios demarcatórios de cidade e campo utilizados pelas instituições de assistência técnica e extensão rural. Deter-nos-emos, especificamente, em analisar as representações de urbano e rural utilizadas pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), e as conseqüências do mesmo para as práticas de capacitação junto ao público por ele selecionado. O que desejamos problematizar na prática do SENAR, mas deixando claro que isto não está restrito à atuação do mesmo, é como seu pressuposto de demarcação espacial do rural e do urbano se baseia em critérios do senso comum, marcados por uma concepção ideologizada hierarquizante da relação campo/cidade, que em nada corresponde à dinamicidade das relações sociais e econômicas do embricamento rurbano. Defendemos, que a delimitação que o SENAR e outras instituições de assistência técnica e extensão rural utilizam para selecionar o “público rural” para seus cursos e atividades extensionistas impede que muitas pessoas que vivem em uma “cidade rural”2 sejam "capacitadas" e possam dinamizar o tecido social local, com iniciativas de geraçãode renda e retenção do capital econômico em nível local. Chamamos a atenção neste artigo, também, para a forma como a própria concepção dos conteúdos dos cursos promovidos pelo SENAR acaba por ser afetada por este binarismo socioespacial. Neste sentido, privilegiamos a análise das conseqüências desta concepção binária e antagônica de rural nas diretrizes estabelecidas pelo SENAR para a seleção dos participantes para os seus cursos, lançando como questionamento a suposta adequação dos conteúdos propostos para os cursos, face às necessidades dos habitantes de uma cidade rural. Segundo a nossa perspectiva, a consideração acerca do que o SENAR considera como rural afetaria, inclusive, a noção de trabalho rural, que não pode ser compreendida somente considerando as atividades rurais como correspondendo à atividade agrícola, o que justifica a necessidade de se buscar novas teorias e visões acerca do rural e da ruralidade.

Details

Downloads Statistics

from
to
Download Full History