Acordos regionais de livre comércio e o mercado de arroz no Brasil

Este estudo identifica os efeitos dos novos acordos regionais de livre comércio sobre os produtores de arroz, no Brasil e nas demais regiões relevantes no mercado mundial. Para analisar os efeitos dos acordos comerciais, como, por exemplo, da ALCA, do MERCOSUL-UE e do MERCOSUL-CAN, desenvolve-se um modelo de alocação espacial e temporal utilizando-se um Problema de Complementaridade Mista (PCM). Em termos gerais, os maiores ganhos para os produtores brasileiros de arroz ocorreram com o acordo MERCOSUL-UE, quando a produção brasileira foi estimulada pelo redirecionamento das exportações argentinas e uruguaias para a UE. No entanto, em virtude das dificuldades nas negociações de livre comércio junto à UE, a segunda melhor opção, MERCOSUL-CAN, apresentou-se como alternativa de ganhos intermediários, mas com maior facilidade de implementação.


Variant title:
Regional free trade agreements and the rice market in Brazil
Issue Date:
2003
Publication Type:
Journal Article
DOI and Other Identifiers:
ISSN 1679-1614 (Other)
PURL Identifier:
http://purl.umn.edu/56824
Published in:
Revista de Economia e Agronegócio / Brazilian Review of Economics and Agribusiness, Volume 01, Number 3
Page range:
315-340
Total Pages:
25




 Record created 2017-04-01, last modified 2017-08-25

Fulltext:
Download fulltext
PDF

Rate this document:

Rate this document:
1
2
3
 
(Not yet reviewed)