Files

Abstract

Para que se identifique uma estratégia de desenvolvimento econômico e sua projeção na atividade agropecuária, o ponto de partida essencial é a decomposição do setor agrícola, em termos de certas características diferenciadoras. Essa decomposição, que estaticamente revela algumas categorias empresariais heterogêneas, é a matriz a partir da qual se podem analisar, objetivamente, as relações socioeconômicas intra e intersetoriais no processo de desenvolvimento. Partindo-se esquematicamente de um corte histórico na composição atual do setor agrícola brasileiro, podem se estabelecer algumas caracterizações que descrevem a diversidade estrutural dos segmentos empresariais do setor rural. O Quadro 1 apresenta de forma esquemática algumas características diferenciadoras de três segmentos do setor agrícola. Esse pano de fundo inicial, embora ainda colocado somente de forma descritiva, é um ponto de partida que antecipa o caráter heterogêneo ao invés de uniforme do setor agrícola. As denominações de "subsetor moderno", "subsetor arcaico" e "subsetor de fronteira agrícola" do Quadro l apresentam até certo ponto uma ambiguidade ideológica, porquanto podem suscitar juízos de valor sobre um implícito padrão desejável de desenvolvimento agrícola. Essa aparência, contudo, não se manterá quando se analisar a estratégia do desenvolvimento agropecuário e seu impacto diferenciado sobre os diversos segmentos da agricultura. Nessa abordagem, que é o passo seguinte do trabalho, passa-se do caráter descritivo do setor agrícola para a análise do papel desses subsetores no processo recente de crescimento da agropecuária, enfatizando o impacto diferenciador das políticas econômicas para ela voltadas.

Details

Downloads Statistics

from
to
Download Full History