Files

Abstract

O trabalho analisa os diferentes sistemas de produção implementados por famílias em dois projetos de assentamento no município de Ilhéus, na Bahia. A metodologia empregada baseiase na abordagem sistêmica, reconstituindo-se a evolução do sistema agrário do território, identificando e quantificando as rendas agrícolas e não-agrícolas. Caracteriza os sistemas de produção praticados pelos assentados e suas famílias, bem como apresenta a sua tipologia. As informações foram obtidas através de dados secundários e de uma pesquisa de campo realizada junto a 35 famílias. Trata-se especificamente de comparar a renda de 23 famílias de um assentamento (Frei Vantuy), em implantação, com a de 12 famílias de outro assentamento (Fábio Henrique), em consolidação. Os dois assentamentos contavam com equipe de assistência técnica, infraestrutura e crédito instalação liberado.Os resultados evidenciaram 04 sistemas de produção típicos entre os diversos atualmente trabalhados pelos assentados no município, em grande parte relacionados com as culturas de cacau, sistema agroflorestal e sistema quintal, além de evidenciar a importância das rendas não-agrícolas na composição da renda total dos agricultores familiares de um território fortemente marcado pela pluriatividade.

Details

Downloads Statistics

from
to
Download Full History