Files

Abstract

A importância do cálculo da base deve-se ao fato de que em operações realizadas em Mercados Futuros, o preço negociado não é necessariamente igual ao preço físico onde o hedger encontra-se. Na realidade, essa igualdade dificilmente acontece. Assim, como os preços dos produtos diferem em cada região, o cálculo da base para cada uma delas torna-se um instrumento muito útil ao negociar um contrato futuro. O objetivo do presente é de fornecer aos agentes de mercados futuros não só os valores da base, mas também enfatizar sua importância e as vantagens de seu prévio conhecimento quando se opera em mercados futuros. Sendo o milho o principal componente da ração utilizada na alimentação de frangos e de suínos e dada a importância dessas atividades no agronegócio, foram escolhidos 04 municípios, pelos motivos adiante descritos: a)Toledo (PR) e Chapecó (SC), onde as atividades de suinocultura e de avicultura são tradicionalmente desenvolvidas. b) Rio Verde (GO), município em que há grande expansão dessas atividades, principalmente após a implantação do projeto Buriti Perdigão. c) Lucas do Rio Verde (MT), região produtora de milho, onde se percebe que essas atividades (suinocultura e avicultura) ainda encontram-se pouco desenvolvidas. Os preços físicos de cada região foram obtidos através do Sistema Corporativo do Banco do Brasil S/A – Aplicativo Risco Técnico Agrícola (RTA) e os preços futuros utilizados para o cálculo são originários da BMF. O período analisado é relativo aos contratos futuros com vencimento entre 1997 e 2004. Dois Métodos foram utilizados na análise dos dados: a) Obtenção de base para seis meses anteriores aos vencimentos; b) Base relativa ao vencimento mais próximo de cada mês. Os resultados obtidos no trabalho evidenciam a importância do cálculo da base na tomada de decisão de hedgers no mercado do milho, tendo assim, a possibilidade de diminuir o risco inerente à comercialização de commodities agrícola.

Details

Downloads Statistics

from
to
Download Full History