Files

Abstract

O presente artigo se propõe a elucidar as ações estratégicas empreendidas pelas indústrias orizícolas, participantes da Rede Arrozeiras do Sul, tendo em vista a perspectiva da sustentabilidade e identificar os desafios a serem enfrentados por essas indústrias para que as mesmas possam se inserir no contexto da gestão sustentável. Visando alcançar os objetivos propostos realizou-se um estudo de caráter exploratório, utilizando-se o método de “estudos de casos múltiplos”, pois a pesquisa foi realizada junto às organizações participantes da Rede Arrozeiras do Sul que foi formada com o apoio do Programa Redes de Cooperação do Estado do Rio Grande do Sul. No total foram entrevistadas nove pessoas, ou seja, oito gestores das organizações participantes da rede e mais o consultor do Programa Redes de Cooperação responsável em acompanhar o desenvolvimento e a evolução da rede ao longo do tempo. A coleta dos dados foi realizada através de fontes documentais, entrevistas individuais em profundidade e questionários, e a análise é de cunho qualitativo tendo como base o referencial teórico utilizado no estudo. Os resultados encontrados permitem inferir que as ações desenvolvidas pelas indústrias pertencentes à Rede Arrozeiras do Sul encontram-se num estágio intermediário entre a lógica econômico-financeira e a lógica da sustentabilidade. O processo de evolução para o paradigma sustentável consistirá na busca de práticas que priorizem a idéia do coletivo, da interação e ação por parte das organizações incorporando uma visão de longo prazo que contemple as três dimensões envolvidas no tripé da sustentabilidade – social, ambiental e econômica. Essa evolução exigirá esforços de todos os envolvidos no sentido de colocar em prática, coletivamente, as decisões que estão sendo deliberadas pelas indústrias participantes da rede analisada.

Details

Downloads Statistics

from
to
Download Full History