Files

Abstract

Este trabalho analisa os sistemas previdenciários rurais no Brasil, Canadá e Suécia, destacando os benefícios que contribuem para a redução da pobreza. Estes países foram escolhidos por utilizarem o mesmo modelo dentro da tipologia de cobertura previdenciária, a saber, o modelo universal básico. Nesse modelo, o cidadão tem direito, em certas condições, a receber benefícios previdenciários sem a obrigatoriedade da prévia contribuição monetária e compulsória. Este mecanismo é executado através da intervenção direta do Estado, seja pela cobrança de impostos, ou seja pela redistribuição inter-grupos das despesas e funciona de maneira eficaz como uma política de redução da pobreza. Apesar de similar quanto à tipologia de cobertura previdenciária, os três países analisados beneficiam segmentos distintos da população – os trabalhadores rurais idosos no caso do Brasil, os indígenas no caso Canadá e os idosos no caso da Suécia –, concedendo benefícios e valores distintos. O trabalho destaca estas diferenças.

Details

Downloads Statistics

from
to
Download Full History