FATORES DETERMINANTES DA ESTRUTURA DE CAPITAL NO AGRONEGÓCIO: O CASO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS

Desenvolveu-se, este estudo, em uma abordagem quantitativa, com o uso de regressões múltiplas de corte transversal (cross-section), tendo por referência uma amostra que contém informações de sessenta e seis das maiores empresas do setor, referentes ao ano de 2011. As evidências derivadas do modelo de análise, apuradas separadamente para o uso de capital de terceiros, de curto e de longo prazo, exibem algumas diferenças significativas em relação às de outros estudos empíricos realizados no País, e são sugestivas de imperfeições de mercado e de comportamento caracterizado pelo “animal spirits” dos empresários. No que diz respeito às implicações da rentabilidade, a hipótese de relação negativa entre essa variável e o uso de dívida não foi confirmada totalmente, no longo prazo aquela relação foi observada, mas resultado distinto foi encontrado para o curto prazo. Quanto ao porte da empresa e acesso ao mercado financeiro, os resultados, obtidos neste estudo, embora não conclusivos, são muito interessantes. Observou-se que as menores empresas tendem a usar mais intensamente dívidas no curto prazo e, no longo prazo, a relação obtida foi inversa, mas nesse caso o coeficiente não se mostrou estatisticamente significativo. Em relação ao risco, os coeficientes, também, não foram estatisticamente significativos, mas o sinal da variável está em conformidade com os apresentados em outros estudos. ----- This study was performed using a quantitative approach by means of multiple regressions for cross section data referring to the year 2011, based on a sample of 66 largest companies. The evidences derived from the analysis model, separately inferred for the use of the third party capital in short and long terms, show some significant differences in relation to other empirical studies performed in the country, which suggest market imperfections, and pattern characterized by the businessmen animal spirits. With regard to profitability implications, the hypothesis of a negative relation between it and the use of debt was not fully confirmed. In the long term, this relation was found, but different to that found in the short term. Regarding the company size and access to the financial market, results were very interesting, while not conclusive. We found that the smaller companies tend to use more intensively debts in the short term and, in the long term, we found the inverse relation. In this case, the coefficient was not statistically significant. In relation to the risk, the coefficients were not also statistically significant, but the variable signal was according to those found in other studies.


Other Titles:
Determining Factors of the Capital Structure in Agribusiness: the Case of Brazil Companies
Issue Date:
Mar 01 2015
Publication Type:
Journal Article
ISSN:
1517-3879
Language:
Portuguese
Published in:
Organizações Rurais e Agroindustriais/Rural and Agro-Industrial Organizations, Volume 17, Number 1
Page range:
72-86




 Record created 2017-08-31, last modified 2017-08-31

Fulltext:
Download fulltext
PDF

Rate this document:

Rate this document:
1
2
3
 
(Not yet reviewed)