CONDICIONANTES DO DESENVOLVIMENTO DE RELACIONAMENTOS INTERCOOPERATIVOS NO COOPERATIVISMO AGROPECUÁRIO

No vocabulário empresarial das últimas décadas, termos como alianças estratégicas, parcerias, sociedades, conglomerados, consórcios, joint venture, redes e outros ganham expressividade, até mesmo entre empresas tradicionalmente concorrentes. Essas são expressões de relacionamentos interorganizacionais entre empresas não cooperativas. Já o cooperativismo, guardião do princípio da cooperação entre cooperativas, denominado intercooperação, apresenta dificuldades para expressar ações desta natureza. É neste sentido que o presente estudo buscou identificar e descrever quais são os condicionantes do desenvolvimento de relacionamentos intercooperativos. Para atender tal objetivo adotou-se o seguinte procedimento metodológico: uma reflexão teórica sobre a temática e entrevista semiestruturada com experts do ramo cooperativo agropecuário. Um dos resultados consiste na identificação de doze condicionantes do desenvolvimento da intercooperação, que são: projetos, liderança, confiança, controle, compensação, comunicação, comprometimento, interdependência, transparência, gestão profissional, eliminar vaidades e clareza da doutrina cooperativa.


Variant title:
Factors for the development of intercooperative relations in agricultural cooperativism
Issue Date:
Mar 20 2012
Publication Type:
Journal Article
PURL Identifier:
http://purl.umn.edu/134416
Published in:
Organizações Rurais e Agroindustriais/Rural and Agro-Industrial Organizations, Volume 14, Number 2
Page range:
212-226
Total Pages:
15




 Record created 2017-04-01, last modified 2017-08-26

Fulltext:
Download fulltext
PDF

Rate this document:

Rate this document:
1
2
3
 
(Not yet reviewed)