SOBRE O PROCESSO DE MEDIAÇÃO SOCIAL NOS PROJETOS DE DESENVOLVIMENTO: UMA REFLEXÃO TEÓRICA

A mediação social é um tema que nos últimos anos vem ganhando espaço nas discussões sobre o desenvolvimento rural, mais especificamente, nas questões referentes à intervenção para o desenvolvimento. Este processo compreende uma relação que se apresenta como uma “via de mão dupla”, ou seja, a via representa a relação, uma das mãos é os mediadores, e a outra é os mediados. Portanto, no processo de mediação há reflexos para todos os lados, tanto mediadores como mediados afetam e são afetados pelo processo. A mediação pode ser compreendida como um conjunto de saberes, idéias, valores, crenças, conhecimentos, modos de comportamento e visões de mundo que são transmitidas com o objetivo de construção de novas posições e identidades. A mediação se ancora no reconhecimento de um saber-fazer por parte dos mediados e na troca de conhecimentos ou saberes técnicos e científicos com mediadores. Este artigo objetiva compreender a mediação social, justamente porque se tem dado pouca importância a este tema e à reflexão crítica sobre o trabalho realizado por profissionais especializados na mediação relacionada à extensão e ao desenvolvimento rural. Para isso, primeiramente, será feita uma breve exposição sobre o tema da mediação social, destacando seu conceito, objetivo e composição. Num segundo momento, apresenta-se três abordagens teóricas e se estabelece uma análise comparativa das mesmas, identificando-se as potencialidades e os possíveis usos de tais concepções. A compreensão da mediação realizada por técnicos vinculados a instituições através da análise da intervenção social poderá permitir o desvelar dessas ações e evitar simplificações sobre a própria mediação. ----------------------------------------The social mediation is a theme that in the last years it comes winning space in the discussions on the rural development, more specifically, in the referring subjects to the intervention for the development. This process understands a relationship that comes as a " road of two-way ", that is to say, the road represents the relationship, one of the hands is the mediators, and the other is they mediated. Therefore, in the mediation process there are reflexes for all the sides, so much mediators as having mediated affect and they are affected for the process. The mediation can be understood as a group of you know, ideas, values, faiths, knowledge, manners of behavior and world visions that are transmitted with the objective of construction of new positions and identities. The mediation is anchored in the recognition of a to know-do on the part of mediated them and in the change of knowledge or you know technicians and scientific with mediators. This article objectifies to understand the social mediation, exactly because given little importance is had to this theme and the critical reflection on the work accomplished by professionals specialized in the mediation related to the extension and the rural development. For that, firstly, it will be made a brief exhibition on the theme of the social mediation, highlighting its concept, objective and composition. In a second moment, it comes three theoretical framework and it settles down a comparative analysis of the same ones, identifying the potentialities and the possible uses of such conceptions. The understanding of the mediation accomplished by linked technicians the institutions through the analysis of the social intervention can allow the to watch of those actions and to avoid simplifications about the own mediation.


Issue Date:
2008-07
Publication Type:
Conference Paper/ Presentation
PURL Identifier:
http://purl.umn.edu/109205
Total Pages:
19




 Record created 2017-04-01, last modified 2017-08-26

Fulltext:
Download fulltext
PDF

Rate this document:

Rate this document:
1
2
3
 
(Not yet reviewed)