O ESQUEMA DE TARIFAS EM BLOCO PRATICADO PELAS COMPANHIAS DE ÁGUA: UM ESTUDO DOS CONSUMIDORES RESIDENCIAIS DE BAIXA RENDA

Partindo-se da tarifa de água cobrada dos consumidores residenciais de baixa renda no município de Cambe, Estado do Paraná, considerando-se o esquema de tarifas em bloco praticado pelas companhias de água, da renda familiar, do número de habitantes por domicílio, e dos custos marginais de produção de água, este estudo objetiva estimar, através da função demanda residencial por água, quanto os aumentos efetuados nas tarifas cobradas aos usuários residenciais de renda baixa influenciam na quantidade de água demandada por esses usuários. Concluiu-se que a demanda residencial por água explica, para a classe analisada, a hipótese que deveria ser provada. Ou seja, mudanças efetuadas nas tarifas cobradas aos usuários, afetam as quantidades de água demandadas por eles. Tais afirmativas são confirmadas através do coeficiente do parâmetro do preço marginal, confirmando que um aumento no preço da água poderá vir a diminuir a quantidade de água demandada por esse setor residencial, porém em uma proporção menor do que o aumento efetivado na tarifa de água. Portanto, sugere-se que esta classe de renda deva ter um maior subsídio quando do efetivo aumento da tarifa de água. Subsídio este que poderá ser financiado tanto pelo próprio governo ou através de subsídio cruzado, que é o que ocorre atualmente para as faixas de renda menos favorecidas.-----------------------------------------------------Taking water tariff charged to residential consumers in the municipality of Cambé, family income, the number of dwellers per household, and water production marginal costs, and through residential water demand function, this article aims at estimating a residential water demand function, by utilizing four different estimation methods, it is estimated to what extent the increase in water tariff charged to low income residential users can influence water amount demanded by these users. It was concluded that most estimations made for the parameters: marginal price, difference, family income, number of dwellers and number of rooms showed the expected signs and were statistically significant to the level of 1%. From these results it was verified that the residential demand for water explains the hypothesis to be proved for the classes analyzed, i.e. changes made to the tariff charged to users affect their water demanded quantities. Such claims are confirmed through marginal price parameter coefficient, which is negative for most estimated models, confirming that water price increase may diminish water quantity demanded by the residential sector.


Issue Date:
2008-07
Publication Type:
Conference Paper/ Presentation
PURL Identifier:
http://purl.umn.edu/108928
Total Pages:
16




 Record created 2017-04-01, last modified 2017-08-26

Fulltext:
Download fulltext
PDF

Rate this document:

Rate this document:
1
2
3
 
(Not yet reviewed)