Distribuição locacional agropecuária e concentração fundiária na Bacia Hidrográfica dos Rios Mogi Guaçu e Pardo

As relações entre a distribuição locacional dos usos da terra e a concentração fundiária, nos municípios da Bacia Hidrográfica dos Rios Mogi Guaçu e Pardo, são analisadas empregando o Quociente Locacional, a Curva de Especialização e o Índice de Gini. Os resultados mostram uma concentração fundiária excessivamente alta: metade dos municípios apresenta grau de concentração médio a forte (Índice de Gini entre 0,501 e 0,700) e metade grau forte a muito forte (Índice de Gini entre 0,701 e 0,900). Rejeitou-se, pelo teste qui-quadrado a 5% de probabilidade, a hipótese nula de independência entre as classes de concentração da posse da terra e os tipos de especialização locacional dos usos da terra, no âmbito municipal. Verificou-se que nos municípios com alto quociente locacional com cana-de-açúcar também ocorre concentração de posse da terra em graus forte e muito forte. Por outro lado, os municípios com quocientes locacionais maiores que o padrão da bacia nas culturas perenes e anuais apresentaram menor concentração fundiária, quando comparados aos municípios não especializados nestas atividades. Já o grau de especialização na atividade de pastagem não apresentou relação significativa com a estrutura fundiária. Conclui-se que os indicadores propostos neste trabalho se mostraram eficientes para caracterizar a distribuição das atividades nos municípios da área de estudo, prestando-se os quocientes locacionais para análises de cunho regional (no presente caso, por município) e setorial (por atividade produtiva).------------------------------------------------This work examines the relationship between location distribution of the land uses and land concentration in the municipalities of the Mogi Guaçu and Pardo Rivers Watershed, employing the Location Quotient, the Specialization Curve and Gini Index. The results have shown a very high land concentration index: half of the municipalities presents medium to strong degrees of land concentration (Gini Index between 0,501 and 0,700) and the other half strong to very strong degrees (Gini Index between 0,701 and 0,900). The null hypothesis of the independence between land concentration classes and location distribution of the land uses was rejected by the chi-square test with 5% of probability. It was found also strong and very strong degrees of land concentration in municipalities with a high location quotient with sugar cane. On the other hand, the municipalities presenting location quotients with other crops larger than the standard found in the Watershed, presented lower concentration land when compared to municipalities more specialized in cattle raising activities. However, the degree of specialization in cattle raising activities was not correlated to the agrarian structure. The paper concludes that the indicators proposed have been efficient to characterize the distribution of the activities in the municipalities. The Location Quotient was useful for analysis at the regional levels (in this case, by municipality) and at the sector levels (by productive activity).


Issue Date:
2008-07
Publication Type:
Conference Paper/ Presentation
PURL Identifier:
http://purl.umn.edu/108919
Total Pages:
20




 Record created 2017-04-01, last modified 2017-08-26

Fulltext:
Download fulltext
PDF

Rate this document:

Rate this document:
1
2
3
 
(Not yet reviewed)