A exclusão social de mulheres jovens, com idade entre 15 a 24 anos, no mercado de trabalho no Brasil

Vários fatores como escolaridade, renda per capita, experiência, maternidade, raça, dentre outros, têm contribuído para a exclusão de mulheres jovens no mercado de trabalho. O objetivo deste artigo é identificar a situação das mulheres jovens, com idade entre 15 e 24 anos, no mercado de trabalho brasileiro em 2005. Estimou-se um modelo logit multinomial para as probabilidades das jovens encontrarem, em determinado período de tempo, em uma das seguintes ocupações: inativo, ativo e empregado, ou ativo e desempregado. Verificou-se que, o aumento da escolaridade e experiência diminui as probabilidades de emprego e desemprego e aumenta a probabilidade inatividade. A renda per capita relaciona-se positivamente com as probabilidades de inatividade e empregado e negativamente com o desemprego. A variável experiência e escolaridade não se mostrou significativa para as categorias empregada e desempregada e a probabilidade da inatividade foi estatisticamente significativo e decrescente. O fato de a jovem possuir filho, diminui a probabilidade de ela estar empregada e aumenta a probabilidade de desemprego. Com relação à probabilidade de desemprego, observam-se indícios de existência de discriminação racial contra mulheres jovens que não são da cor branca. Finalmente, residir na zona urbana consiste em fator negativo para a jovem fazer parte do mercado de trabalho. -------------------------------Multiple factors such as education, income per capita, experience, motherhood, race, among others, have contributed to the exclusion of young women in the labour market. The objective of this article is to identify the situation of young women, aged between 15 and 24 years, the labour market in Brazil 2005. Estimated to be a multinomial logit model to the likelihood of young people find in certain period of time, in one of the following occupations: idle, and active employee, or active and unemployed. It was found that the increase of schooling and experience reduces the chances of employment and unemployment and increases the likelihood downtime. Per capita income is positively related with the likelihood of downtime and employee and negatively with unemployment. The variable experience and schooling was not significant for categories employed and unemployed and the likelihood of downtime was statistically significant and decreasing. The fact that the couple have children reduces the likelihood of it being used and increases the likelihood of unemployment. Regarding the likelihood of unemployment, there is evidence of the existence of racial discrimination against young women who are not white. Finally, reside in the urban area is to negative factor for the couple to be part of the labour market.


Issue Date:
2008-07
Publication Type:
Conference Paper/ Presentation
PURL Identifier:
http://purl.umn.edu/108575
Total Pages:
11




 Record created 2017-04-01, last modified 2018-01-22

Fulltext:
Download fulltext
PDF

Rate this document:

Rate this document:
1
2
3
 
(Not yet reviewed)